Será que empreender é para mim?

13 de Outubro , 2018

Será que empreender é para mim? Já perdi as contas de quantas mulheres já me perguntaram isso. Mas o que está por trás dessa pergunta? Porque ansiamos tanto por alguém que valide se somos capazes de algo?

Talvez uma das respostas esteja no fato de que a fé que outras pessoas colocam em nós aumenta nossa autoconfiança, e existem evidências científicas disso. No entanto, não é só isso que origina essa pergunta, pois eu sinto que seu objetivo vai além, e é sobre isso que eu quero te fazer pensar.

Talvez se você já fez esta pergunta um dia, seja porque você anseie pela certeza, pela ânsia de não errar. No entanto minha cara, certeza é algo que uma empreendedora nunca tem. A certeza que uma ideia posta em prática vai prosperar, se aquela ação dará resultado, se o novo produto ou serviço lançado será aceito ou se terás a capacidade de ser suficientemente boa para atender as expectativas do seu cliente. Nunca terás certeza, mas se fores uma empreendedora, sempre terás intenção. E é a intenção que te moverá, a intenção de entregar um resultado, de se desenvolver na velocidade necessária, de viver seus valores e de contribuir com o melhor que tem. É a vontade de chegar em algum lugar, porém consciente de que o mais importante não é a vista que estará lá te esperando, mas tudo que aprenderás e viverás no caminho. A jornada é desafiadora, exige esforço acima da média, exige encarar de frente suas fraquezas, ver esfregadas no rosto suas humanas limitações, sentir na pele que mesmo que você seja competente, isso poderá ainda ser insuficiente. Ao mesmo tempo que aprenderás na marra sobre o seu valor e evoluirá na arte da resiliência, pois se não, descerá na primeira estação.  

E para que essa jornada aconteça, é preciso ter consciência que está exatamente na incerteza o motivo da sua ação. Então se você busca a certeza para começar, pare aqui, volte duas casas e reveja suas intenções ao empreender. Se elas estiverem ligadas ao caminho e você está empolgada para fazer a mala, mesmo sabendo que a viagem é imprevista, siga em frente. Se estiverem ligadas a certeza de ter vista boa e prazer da chegada, olhe para o lado e pegue outro bonde, que te leve para um lugar seguro, com local e hora marcada.

Quer saber mais sobre meu trabalho, solicitar um orçamento ou enviar sugestões de conteúdo?
Preencha o formulário abaixo: